Mãe, fui ali fazer um satélite e já volto! – Texto 1

A principal missão do Ciência sem Fronteiras é fazer com que os brasileiros tenham contato com ciência e tecnologia de ponta nos países onde participam do programa e que eles tragam esse conhecimento ao retornarem ao Brasil, compartilhando-o com outras pessoas.

Decidimos fazer uma série de matérias nos próximos 3 meses relatando a experiência de pessoas que estão fazendo estágio/pesquisa/aula de verão. Na primeira série de matérias, já começaremos com algo que pode encher os olhos de muitas pessoas. Quem aqui já teve o sonho de ser astronauta algum dia, por favor, levante a mão o/.

Para começar essa série contaremos a história de brasileiros bolsistas do CSF nos Estados Unidos, que estão participando de um projeto em desenvolvimento numa parceria entre a agência espacial americana (NASA) e a Capitol Technology University. O objetivo desse programa é dar conhecimento teórico e, principalmente, prático para que ao final dele os alunos tenham a capacidade de construir um CubeSat (nanosatélite). Para alcançar esse feito, os estudantes terão diversas aulas e palestras com engenheiros da NASA que irão apresentar tópicos importantes ao projeto.

Conheça, então, um pouco sobre os brasileiros que estão participando do programa e seja bem-vindos ao especial “Mãe, vou fazer um satélite e já volto!”

Fonte: arquivo pessoal

Bolsistas do CsF que estão participando do programa (Fonte: arquivo pessoal – Marco Figueiredo)

Ana Beatriz Prudêncio de Almeida

Engenharia Elétrica, UFC
“Estar em contato diariamente com pessoas que trabalham na NASA em projetos que impactam a comunidade aeroespacial, realizar uma pesquisa numa área extremamente promissora e aprender na prática como construir um satélite está sendo uma experiência única.”
“Sonho em poder trazer essa experiência para iniciar um grupo de pesquisa na minha universidade no Brasil e cumprir meu objetivo de impactar positivamente a sociedade.”

Arthur Vidal de Negreiros:

Engenharia Elétrica, UFCG
“Vi no CSF uma forma de me aproximar do mundo da engenharia e aprimorar o meu inglês, mas encontrei muito mais que isso, a experiência profissional, cultural e acadêmica que tenho hoje é incalculável.”
“Hoje, depois de todos os detalhes e pessoas da NASA que encontrei por aqui, tenho certeza que meu objetivo de vida é ter meu nome no próximo “Big Step”, e acho que encontrei a oportunidade certa para isso.”

Bruno Pena

Engenharia Aeroespacial, UFMG
“A parceria Capitol Tech e NASA nos permite trabalhar com engenheiros da NASA para a construção de alguns protótipos de satélites com missões variadas.”

Felipe Vanin

Engenharia Eletrônica, UFSC
“Ter contato com professores e engenheiros com experiência em projetos reais e usando laboratórios com recursos para as atividades é algo imensurável.”

Gabriel Augusto Gomes

Análise e Desenvolvimento de Sistemas, FATEC BS
“Estou animado com a possibilidade de trabalhar com o CubeSats, essa é uma oportunidade totalmente nova e diferente de tudo o que já fiz até hoje e quero aproveitar o máximo que puder.”

Guilherme de Souza Vilhena Neto

Engenharia Elétrica, UFSJ
“Nossos professores são ex-engenheiros da NASA e temos várias palestras com engenheiros que atualmente trabalham nesta agência aeroespacial”

Guilherme Korol

Engenharia da Computação, PUC-RS
“Aqui estou me envolvendo em diferentes aspectos como idealização e design de uma missão, desenvolvimento de sistema embarcado espacial e software para central de comando, além do uso de ferramentas de software de voo utilizadas em missões reais da NASA.”
“Levarei aqui, além do conhecimento técnico adquirido, network com profissionais da área aeroespacial, assim, como muito da cultura de trabalho de uma agência espacial de ponta.”

Gustavo Presto

Engenharia Mecâninca, UFJF
“Tenho aprendido conceitos de eletrônica e computação que provavelmente eu não teria contato direto na engenharia mecânica. Espero aprender muitas coisas novas através desse projeto e levar todo esse conhecimento de volta para o Brasil.”

Guilherme Roveri

Bacharelado em Ciência e Tecnologia, UNIFESP
“Acredito que uma chance como essa pode abrir inúmeras portas ainda que não trabalhemos diretamente nessa área. Acredito também que todos os participantes levarão consigo uma experiência rica e ímpar desse projeto que ao meu ver só tende a crescer e se tornar uma referência tanto nacional como mundial.”

João Hélio Ramalho e Dorada

Engenharia de Energia, UFGD
“Espero com essa experiência finalizar o meu maior objetivo que propus a mim mesmo antes de vir para os EUA: voltar para o Brasil e contribuir para o crescimento tecnológico do mesmo, visando assim, um futuro melhor para um país que é tão próspero e possuí tantas riquezas.”

João Roberto de Souza Junior

Engenharia Mecânica, Universidade São Francisco
“Aprendendo com professores altamente qualificados e renomados no mundo da Engenharia Aeroespacial, pretendo levar todo o conhecimento que adquirir para ajudar o crescimento do Brasil.”

Júlia Nascimento Pereira

Engenharia Mecânica, UFSJ
“Está sendo muito bom para mim aprender sobre essa área já que não teria a mesma oportunidade na minha faculdade do Brasil. Sem contar o sonho que é poder ter esse contato com a NASA.”

Lucas Gimenes de Almeida

Engenharia Mecânica, FACENS
“Ao final do programa espero que todo o grupo possa ter um ótimo conhecimento sobre como projetar um CubeSats e analisar todos os fatores que envolvem esses nanosatélites, e que também possamos estimular as faculdades do Brasil a implementarem esse tipo de projeto”.

Nadson Renan Tomé de Sousa

Engenharia Elétrica, UFC
“Este programa está sendo muito edificante para a minha vida profissional, pois além de ter despertado a minha paixão por Engenharia Aeroespacial, estou desenvolvendo os meus conhecimentos em áreas muito importantes com especialistas do assunto.”

Paulo Henrique de Araujo Peixoto

Engenharia Mecânica, UFCG
“Decidi me envolver nesse projeto com o fim de melhorar meus conhecimentos na área aeroespacial, em especial no desenvolvimento de CubeSats, e adquirir experiencia para, no futuro, trazer de volta para o Brasil este aprendizado, visando o crescimento do interesse nos estudos aeroespaciais no Brasil.”

Thiago Alves Lima

Engenharia Elétrica, UFC
“Decidi me juntar à pesquisa oferecida pela Capitol Technology University e a NASA para realizar meu sonho de contribuir no campo aeroespacial de forma impactante.”
“Meu grupo aqui tem a missão de desenvolver um CubeSat para apoiar operações de evacuação e resgate de pessoas em áreas de desastres naturais.”

Tulio Marcos Couto

Engenharia Mecânica, UFV
“Minhas expectativas com este projeto envolvem minha participação em etapas de um projeto espacial como: construção, integração e testes para aprender como um projeto sobreviveria em um ambiente tão diferente como o espaço.”
“Quero absorver ao máximo os conhecimentos diferenciados através do contato com os engenheiros da NASA.”


Quer saber mais? Toda terça-feira lançaremos uma nova matéria contando um pouco mais a história desses bolsistas e como está sendo a experiência nessa oportunidade. Na próxima terça (23/06) explicaremos detalhadamente como funcionará o projeto que eles estão participando.

Você também tem uma história e quer compartilhar? É fácil! Envie um e-mail para contato@mycsf.com.br para saber como deve fazer.

Uma outra maneira de tornar sua história conhecida, compartilhando experiências é postando alguma foto de algo relacionada a sua pesquisa/estágio/aula de verão usando a #verãomycsf. Ao final da série, queremos agrupar todas as fotos e fazer algo bem bacana.

Sobre: Peirol Gomes

Aluno do último ano do curso de Engenharia de Gestão da UFABC. Fui estudante do Ciência sem Fronteiras na University of Alabama in Huntsville e também na Stanford University. Ao voltar do programa decidi criar uma forma de auxiliar os estudantes dele e criei o My CSF. Hoje, vejo o Ciência sem Fronteiras como uma das principais formas de transformação da sociedade brasileira. Apaixonado por empreendedorismo e por educação, sonho em melhorar o ensino universitário brasileiro a ponto de ver ele bem situado nos rankings internacionais.

Comentários

Deixe aqui seu comentário