Qual a nossa motivação?

Uma frase é capaz de explicar muito bem isso: Já pensou se o seu intercâmbio fosse capaz de mudar o país? A gente já!!

A carta abaixo foi entregue às lideranças do programa em Junho de 2014, na cerimônia onde foi anunciado o Ciência sem Fronteiras 2.0, em Brasília.

Ela fala muito sobre o que somos e os motivos de termos começado esse projeto.


O MyCsf é um projeto arquitetado por ex-estudantes do maior programa de internacionalização da educação já realizado pelo governo brasileiro, o Ciência sem Fronteiras. Como ex-bolsitas, fomos procurados inúmeras vezes por pessoas interessadas em ter a mesma experiência internacional, as quais se apresentavam a nós com questionamentos bastante pertinentes, mas, muitas vezes, de maneira repetida. Foi aí que surgiu a ideia do portal.

Somos um grupo pequeno de pessoas, portanto não podemos aconselhar sobre todas as diversas cidades pelas quais os brasileiros estão espalhados atualmente graças ao Ciência sem Fronteiras. Mas e se criássemos um lugar onde as informações fossem reunidas e organizadas de modo a facilitar a vida de futuros bolsistas? Pensamos ainda mais longe: e se nessas dicas déssemos o nosso melhor para compilarmos tudo aquilo que teria melhorado a nossa adaptação no país estrangeiro, bem como o intercâmbio como um todo, de modo a maximizar a experiência dos nossos colegas?

Bem, ajudar universitários em situações relativamente semelhantes às nossas já é muito gratificante, mas a nossa equipe, ainda em formação na época, mas já composta por jovens empreendedores e crentes num Brasil melhor, se incomodou também com as discrepâncias entre a educação no nosso país e no exterior. A experiência – tanto acadêmica quanto pessoal – de cada bolsista com certeza é imensuravelmente enriquecida nas universidades mundo a fora, referências no mundo, que fazem parte do CsF. Mas por que temos que continuar indo tão longe em busca desse diferencial em educação? Por que não trazer para cá tudo o que é bom lá (ou pelo menos um pouco de cada vez)?

Nesse cenário, o MyCsF também abrange aqueles bolsistas que já retornaram ao Brasil e podem dar sua contribuição para sua universidade local com o intuito de elogiar aquilo que é tão bom quanto (ou melhor) a universidade no exterior (que por diversas vezes passa desapercebido), bem como pontuar os pontos negativos que podem ser melhorados, tomando como referência modelos que deram certo em diversos países do mundo. Não custa nada, e pode ser o ponta pé inicial para uma grande mudança do ensino superior no Brasil, afinal, estamos falando de futuros profissionais altamente capacitados, que têm, desde já, potencial para fazer a diferença. E foi assim que a nossa equipe pensou numa segunda maneira de contribuir em paralelo com o projeto do governo.

Por fim, o MyCsF planeja contribuir para aqueles que estão longe de casa nesse momento. Sabemos pessoalmente dos problemas que um bolsista pode ser quando estudando em outro país, por isso, acreditamos que podemos funcionar como mais um ponto de apoio ao estudante, além das agências de fomento.

Hoje, o MyCsF possui um portal em rede social com quase 10 mil seguidores, uma base de dados com mais de 10 mil estudantes cadastrados o que acabou com qualquer dúvida que pudéssemos eventualmente ter. A conclusão hoje é: tem muita gente precisando de ajuda, interessada nesse programa inquestionavelmente revolucionador, mas também tem muita gente disposta a ajudar a transformar a educação no país. Nós? Estamos aí pra ajudar a fazer tudo isso acontecer.